A Beleza da Espera

Fevereiro de dois mil e onze. Dezesseis anos. Com joelhos firmes e confiança nas palavras, coloquei-me diante do Senhor ao lado da cama no quarto que era meu na casa dos meus pais. Eu não sentia mais medo. Tudo parecia tão claro naquele momento.

Foi a primeira vez que eu, verbalmente, entreguei minha vida sentimental a Deus. O primeiro momento em que orei pelo meu futuro marido. A garota que em janeiro não conseguia acreditar naquela história de relacionamentos santificados e que não via problema em dar beijos descompromissados por aí, finalmente era convencida de que Deus é o maior interessado em cuidar da área sentimental dos seus filhos.

Sentindo o calor do olhar paterno de Deus, fui envolvida por uma confiança que não se abalaria: Ele é meu Pai. Ele sabe o que é melhor pra mim. Ele está planejando um futuro muito maior do que eu possa imaginar. Ele conhece o homem que vou me casar e também está o preparando, onde quer que esteja.

Desde então, nunca mais duvidei. Percebi que se tinha alguém que podia fazer infinitamente mais do que eu imagino, em todas as áreas da minha vida, Ele se chama Deus. Descobri naqueles primeiros meses de dois mil e onze que eu atraio o que transmito. O desejo do Senhor era que eu me preparasse, me santificasse, mergulhasse nEle e fosse cada vez mais parecida com Jesus. Dessa forma, eu atrairia alguém com os mesmos propósitos. E quão doce foi o meu primeiro ano de espera. Como era bom não defraudar meu coração com paixonites, encarar os relacionamentos com seriedade, como deve ser.

Não digo que todos os dias dos meus três anos de espera foram felicidades mil. Houve dias em que chorei. Também teve aqueles em que quis me render à carência, que me perguntava quando o dia de conhecê-lo chegaria… Mas algo eu guardo com muito carinho desse tempo: Nunca desisti de confiar em Deus. Guardava em um cantinho secreto no coração um sentimento bom, de esperança e de fé. Ali eu sabia que não importava o tempo, Deus se encarregaria de apresentar a mim o amor da minha vida.

Então eu procurava já demonstrar uma prova de amor, antes até mesmo de saber quem ele era: Orava por ele, por sua vida com Deus e pedia que nós dois fôssemos tratados no que houvesse necessidade antes de nos encontrarmos. Eu orava até por minha futura sogra! Hehe. E de uma forma totalmente inesperada e linda, ele chegou. Eu orei. Ele orou. Nós oramos. Praticamente dois meses no processo mais puro e doce da minha vida!

Hoje sou casada há quase onze meses e quando olho para minha vida, percebo a fidelidade de Deus em cada detalhe. Deus honrou mínimos sonhos que eu tinha em relação ao meu futuro marido e fez tudo da forma mais cuidadosa (como Ele é especialista em fazer!). Provar do carinho e fidelidade de Deus em cada área da minha vida me faz incentivar outras meninas e meninos a crerem que vale a pena obedecer ao Senhor. Não é algo que fazemos pensando nas recompensas, mas que é fruto de um coração rendido a Ele.

O caminho da obediência muitas vezes é duro, porque envolve negar o eu e os desejos, colocando a vontade de Deus acima da nossa, mas é para isso que Deus nos chamou. E o resultado de agradar o coração de Deus vai para além de uma vida abundante aqui. Chega até a eternidade. Eu e Hugo (meu marido) costumamos dizer que nosso versículo – que foi escrito até no convite de casamento – é o que esta registrado em Isaías 1.19:

“Se vocês estiverem dispostos a obedecer, comerão os melhores frutos desta terra.”

Não tenha medo. Não fique em cima do muro quanto a seguir aquilo que Jesus te manda fazer. É incrível viver uma vida de amor pleno na presença dEle, e amor pleno tem a ver primeiro com nosso relacionamento com Ele e depois com outras pessoas. Depois que conheci Jesus percebi quanto o meu padrão de relacionamentos deve ser alto. Tanto em relação ao meu marido, quanto às outras pessoas. O amor de Deus nos ensina que não devemos entregar pedaços do nosso coração por aí, negociar um beijo ou mendigar amor. Toda fonte do amor está em uma única pessoa, e ela se chama Jesus.

Guarde seu coração. Esperar em Deus um relacionamento tem a ver com evitar feridas desnecessárias e entender que o amor dEle por nós é tão grande, que preparou um enlace bonito, íntegro e na presença dEle para cada um de nós. Não precisamos de um relacionamento amoroso para nos sentir completos – esse papel só Deus pode fazer – mas Ele é especialista em dar o melhor para os seus filhos e escrever roteiros das histórias mais inspiradoras. Creia, não há ninguém que queira ver você mais feliz do que Jesus.

***

Acompanhe nossas redes sociais: Facebook | Instagram | Snapchat: diniz.arlene

Anúncios

6 comentários em “A Beleza da Espera

  1. Realmente você falou tudo! Nosso padrão de relacionamento deve ser alto…muitas vezes ficamos esperando pela pessoa amada e esquecemos de que também temos que ter padrão alto em nossas amizades.
    Espera nem sempre é fácil, mas é recompensadora demais!! <33

    bjos, estava sumida por conta da OAB rs Mas, agora estou de volta! 🙂

    http://aninhamorando.blogspot.com.br/

    Curtir

  2. Arlene, sempre que leio seu testemunho meu coração se aquece e sorrio, pois mostra exatamente como Deus é fiel. Umas semanas atrás eu estava passando por uma crise rs Sim, uma crise na minha área sentimental. Todos os rapazes que eu encontrava (crush de ônibus haha), todo rapaz que às vezes olhava para mim, eu ficava me questionando: Será que é de Deus? Porque Deus surpreende, né? Então pode ser…
    Eu estava tão desesperada (e sempre dizia que não estava!) que só estava pensando sobre isso, que só estava pensando sobre minha área sentimental e esquecendo das outras que precisava de atenção e dedicação. Foi então, que após um desabafo com minhas amigas (minha mãe, minhas irmãs e duas amigas rs) eu consegui enxergar que estava agindo errado, que isso estava me fazendo sair do foco e parecendo que eu não confiava em Deus, sabe? Que eu estava dando brecha para o inimigo colocar rapazes na minha frente para que eu ficasse ainda mais carente e desesperada. Conversei com Deus e agora eu estou me sentindo livre nessa área, entende? Me sinto como se um peso tivesse saído do meu coração depois de ter conversado com Deus. Me sinto calma e estou confiando, mesmo, no meu Pai.
    Amei ler o texto e espero mais sobre o tema, pois sempre me deixa com mais convicção de que Deus sempre terá o melhor para mim.
    Beeijos :*

    Curtir

    1. Olha Ruh, é bem comum em algum momento no processo da espera a gente ficar assim, carente… E por isso é tão importante estar sempre pertinho de Jesus para que Ele possa confortar o coraçao e restaurar o foco. Passei por momentos assim também e Ele smp mandava socorro, assim como pra vc! hehe.; como Deus honra os propósitos que Ele mesmo colocou em nosso coração! Ele é lindo! Agradeço a Ele por conhecer pessoas que levam com seriedade a vida em santidade, voce é uma delas! Fico feliz de com minha história poder te abençoar, porque muitos já me abençoaram qdo eu era solteira! E pode deixar, escreverei mais sobre isso (eu amo, rs).

      Curtido por 1 pessoa

  3. Parabéns pelo texto. A espera nunca é fácil, no entanto, a decepção é pior ainda, viver um relacionamento que não é da vontade de Deus te deixa marcada pelo resto da vida. A espera é somente o tempo em que Deus nós prepara para que possamos dividir nossas vidas e seus propósitos com alguém, isso só nos mostra o cuidado que o Pai tem conosco.

    Curtir

    1. Com certeza, quando esperamos em Deus, na verdade estamos correndo! Correndo de encontro ao desejo dEle pra nós… precisamos esperar e nos desenvolver nEle também, para estarmos preparadas quando o tempo certo chegar.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s