A vida é só isso mesmo?

[21:19 p.m.]

Nesse exato momento, estou sentada sozinha em meio a várias mesas cheias e barulhentas em uma lanchonete. Nutro no coração a expectativa das férias que estão a 24 h de distância depois de um dia cansativo de estágio, vistas de provas e trabalhos. O peso da correria das últimas semanas do ano na faculdade pesam nos ombros e me questiono “a vida é só isso mesmo?” Trabalhar. Estudar. Comer. Dormir. Estressar?

Encosto-me na cadeira e a resposta vem sussurrante como um vento fresco em um dia quente de verão: “Não. Não é só isso.”

A memória, às vezes tão falha, faz questão de trazer diante dos meus olhos à letras garrafais os versículos da primeira carta de Pedro: 

“[…] Portanto, durante o resto da vida de vocês aqui na terra tenham respeito a Ele. Pois vocês sabem o preço que foi pago para livrá-los da vida inútil que herdaram dos seus antepassados. Esse preço não foi uma coisa que perde o seu valor como o ouro ou a prata. Vocês foram libertados pelo precioso sangue de Cristo, que era como um cordeiro sem defeito nem mancha.” 1Pedro 1:17-19 NTLH

Com grande alívio no coração, lembro que Jesus pagou o preço não só para que eu tivesse salvação eterna, mas também para que eu fosse salva de mim mesma, hoje. Todos os dias. Mesmo que a vida que aprendo no mundo seja tão frívola e cheia de tantas inutilidades, Ele me deu sentido eterno. Meus dias, minhas vontades, meus propósitos, meu sonhos. Tudo está na norma operacional básica de 1 Coríntios 10:31: Quer comais, quer bebais ou façais qualquer outra coisa, fazei tudo para a glória de Deus.

Fui criada pra isso. Pois sou dEle, por Ele e para Ele.

Fecho meu momento de imersão em um mundo muito mais real do que aquele a minha volta, lembrando as palavras do bom e velho sábio Salomão:

” ‘Tudo sem sentido! Sem sentido!’, diz o mestre. ‘Nada faz sentido! Nada faz sentido!’

Eclesiastes 12:8

“Agora que já se ouviu tudo, aqui está a conclusão: Tema a Deus e guarde os seus mandamentos, pois isso é o essencial para o homem.”

Eclesiastes 12.13

Confirmo em meu coração: Que minha corrida no mundo não seja louca e inútil. Tenho um motivo pelo qual acordar todas as manhãs e esse motivo me leva a viver uma vida leve, que faz questão de obedecer ao escrito em Mateus 11.28, entregando a Ele diariamente toda sobrecarga e recebendo de volta um fardo leve e suave, encontrando assim, o tão almejado descanso – e verdadeiro – para a alma.

 

Anúncios